Festival do Mamulengo

Dia nublado por quase todo o dia ontem, mas no fim da tarde o sol apareceu, e fui
com a Leili no Museu Nacional para ver o Festival do Mamulengo. 
Uma pequena exposição dos bonecos ( alguns raros, de outros países)  
apresentações com artistas de PE, RN, e daqui de Brasília. 
O evento, patrocinado pelo Ministério do Turismo e Petrobras, era como
uma edição reduzida do Festival de Bonecos que acontece anualmente 
aqui na cidade. 
Poucos pais levaram suas crianças, evento vazio, coisa comum em Brasília. 
Hoje, o Festival continua e tem apresentação até as 16 hrs. Oportunidade bacana
também para conhecer os artistas “Bonequeiros”, gente simples que viaja dezenas
de horas de ônibus para se apresentar aqui na Capital e ensinar como se faz um mamulengo,
em oficinas gratuitas que acontecem o dia todo.  

uma agradável visita ao Detran do SIA

Registro fotográfico da comédia épica "Fui ao Detran do SIA, em uma sexta normal".

A senha, de número 88, foi recebida as 10:30 da manhã após singelas 4 horas de espera.
A foto foi tirada ao meio dia, do celular da feliz proprietária do veículo, que queria somente
vistoriar o carro e realizar uma transferência…
Em breve, mais detalhes e outras fotos. Uma faixa do sindicato explicava
os motivos, e é claro declarava um culpado. 
Aprendi que:
1) Despachantes não tem uma vida mole.
2) Vistoriadores demoram cerca de 3 minutos para realizar uma vistoria, e que
nem a validade do extintor é verificada. É uma conferencia de números de chassi, e só.
3) Ter paciência e não reclamar é doloroso, mas assim é a vida.  
 
Dia perdido, ainda bem que tenho horas "na casa" e não fui necessário no trabalho.

 
 

Já viu um Beija Flor deitado?

Trabalho na área central de Brasília. Como em toda grande cidade, é repleta de prédios comerciais gigantescos, monstruosidades de concreto e espelho criadas para abrigar centenas ( e as vezes milhares ) de trabalhadores urbanos. Obviamente, a presença de pássaros nessa área não é comum.
Mesmo não sendo uma área agradável, temos o costume de descer para conversar e respirar um pouco ao ar livre e tirar uma pequena folga do ar frio do ar condicionado e da luz fluorescente.
Hoje de manhã, em um desses momentos, a Heloísa viu um pássaro caindo na lateral do prédio, a uns 4 metros de onde estavamos. Chegamos perto, e ficamos surpresos: era um Beija Flor, que provavelmente se confundiu com as janelas espelhadas ( um marco da arquitetura cafona em Brasília), bateu na lateral do prédio e caiu.
Peguei o pássaro, com todo cuidado do mundo, e o examinei procurando alguma ferida. Ele estava muito parado, mas seu coração batia acelerado ( o coração do Beija Flor bate cerca de 2000 vezes por minuto e pode bater as asas até 90 vezes por segundo).
Ele estava bem, parecia somente tonto. Nunca tinha visto um bicho desses parado. Tive a oportunidade de ver como eram suas asas, uma curiosidade dos tempos de criança. Tentei colocá-lo no chão, mas ele fincava suas pequenas patas na minha mão, parecendo que não queria ser largado. Alguns minutos depois, começou a se movimentar. Fiquei muito feliz em perceber que ele estava melhorando, e coloquei-o pendurado em um pedaço de fio, perto de uma arvore, onde conseguiria se equilibrar.
Voltei ao trabalho, mas fiquei preocupado. Agora há pouco desci novamente, e ele já não estava lá.
A Helô tirou algumas fotos, e vocês podem ver como é um Beija Flor parado. E como eu, desejar que uma cena dessas não se repita novamente.

 

manifestações populares no 7 de setembro – #forasarney e Ficha Limpa

Acordei cedo para ir ao desfile de 7 de setembro. Fui com a intenção clara de entender como as pessoas manifestam suas opiniões politicamente e ver a famosa  Esquadrilha da Fumaça.

Manifestantes solicitavam assinaturas para dois abaixo-assinados, que prontamente assinei: 
1) O campanha  “Ficha Limpa”, do Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral, que coletava assinaturas para aprovar um projeto de Lei que impede políticos com ficha criminal de participar do processo eleitoral
2) Abaixo assinado  contra o cancelamento do concurso da Polícia Militar no DF – alguns juízes espertos acham que é ilegal pedir Curso Superior para essa função e querem cancelar o concurso. 

Mas um movimento me instigou a participar ativamente, apesar de não ser um movimento com um número  de adesões esplêndido: O #forasarney.
Entrei no bloco de estudantes ( apesar de me sentir um tio, a maioria deles não tinha mais que 20 anos ) que caminharam na Esplanada, furaram o bloqueio e chegaram perto da Área de Imprensa, que ficava perto do camarote do presidente Lula.
Alguns deles foram agredidos pelos seguranças, mas o resultadoda manifestação foi positivo na minha opinião: mandar #forasarney no twitter é uma coisa, segurar faixa e falar com as pessoas sobre isso nas ruas é bem mais gratificante.

Gravei um vídeo e tirei algumas fotos da manifestação para a posteridade. Me sinto mais leve, e espero ter outra oportunidade de gritar contra a ditadura do Bigodão.

dafra, você por cima…

Estava conversando com o @amf sobre uma questão intrínseca a redes sociais: não existe controle
e você deve estar preparado para aguentar as conseqüências se tiver telhado de vidro.

A Dafra motos fez uma propaganda até interessante com o Wagner Moura, que você pode ver abaixo:

Mas como a qualidade das motos é bem duvidosa, buscar por Dafra no Google te leva a
dezenas de comentários negativos sobre a marca. Um desses clientes insatisfeitos, teve a idéia
de dublar o comercial original, e o vídeo, que a Dafra tenta esconder de qualquer forma solicitando
a retirada do youtube por meio de ações legais alegando infringemento a direitos autorais é hilario:

O Rafael Ziggy fez um post explicando mais sobre o "case".

Eagles of Death Metal no porão do Rock!

Na página oficial da Banda, já tem até link para o site do Porão do Rock.
( dias 19 e 20 de setembro em Brasília, na Esplanada dos Ministérios)
Gosto do som dos caras, tem umas músicas meio pegajosas, mas é um
rock honesto, como poucas bandas pós-1990 conseguem fazer.
No vídeo, a apresentação deles no David Letterman.