Dicas para andar de bike em Sampa

Vou pular o blá blá de “estou sem tempo para atualizar o blog” e contar uma novidade: mudei para São Paulo há 15 dias e estou em um novo emprego, que fica bem perto do Shopping Morumbi. E como qualquer morador daqui, veterano ou “loser”, minha preocupação maior é com transporte. Engarrafamentos gigantes, transporte público lotado e uma complexidade viária de deixar qualquer pessoa de Brasília ou Belo Horizonte embasbacado por meses.

Estou tentando resolver este problema de uma forma que deveria ser popular, mas na verdade não é: pretendo viver aqui sem carro, e priorizar a dupla metrô + bicicleta. Acabei de comprar a preta (foto abaixo) e hoje foi o meu primeiro dia de “commute” alternativo.

Apesar da boa intenção da Prefeitura de São Paulo, existe pouca informação disponível sobre o uso da bicicleta como meio de transporte. Se você estiver pensando em fazer isso, vale a pena ver os mapas de rota do Eu Vou de Bike, acompanhar o Ciclofaixa SP no twitter (se você tem pouca experiência faz sentido treinar nas faixas exclusivas nos finais de semana e feriados) e os blogs Bicicreteiro (lá tem um posts fantásticos sobre as ações da CTPM na ciclovia da Marginal Pinheiros) e Vá de Bike. Aliás, o post de dicas para Ciclistas Urbanos do Vá de Bike é obrigatório. 

Minha experiência começa com um espanto positivo: os motoristas paulistas parecem estar acostumados com a presença dos ciclistas nas vias e me senti parte do fluxo, e não um alvo móvel na pista. Vou tentar compartilhar essas experiências e dicas aqui no blog, e se você tiver dicas, por favor comente! 

5 Responses to “Dicas para andar de bike em Sampa”

  1. Daniel Souza

    Ontem foi meu primeiro dia de ciclista em Sampa. Algumas impressões cc @soninhafrancine

    Reply
  2. Eduardo Vieira

    Dani, fiquei um ano nessa e abandonei só pq mudei de emprego e agora tudo está longe. Mas minha dica é buscar as ruas pequenas. Dá uma boa estudada no Google Maps e fuja do tráfego. Nas ruas pequenas, especialmente ali pelo Brooklin, será mais fácil de andar. Isso me incentivou muito também pq, testando rotas, fui descobrindo a cidade. As grandes vias vc conhece/conhecerá de qq jeito. Já os tesouros escondidos, as lojinhas, as árvores, as padarias, as pessoas desarmadas, essas vc vê mudando sua rota para "a pequena SP". Boa sorte e bem-vindo.

    Reply
  3. Bruce

    Vale a pena andar de bike por aqui. Digo, não é o melhor lugar, mas há muito incentivo.Bicicletário do Metrô – http://www.metro.sp.gov.br/servicos/bicicletario/bicicletario.aspPara quem ainda não tem bike e só quer dar um passeio é bom pra conhecer a vizinhança.Agora o momento jabá, os prós e contras das principais ciclovias de SP:http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/infograficos/2011/09/21/no-dia-mundial-sem-carro-veja-as-condicoes-das-ciclovias-da-capital-de-sp.jhtm

    Reply
  4. alexandre

    é, meu camarada. sou do Rj, vivi em Portugal por 1 ano e meio e há 2 anos vivo em SP e neste mesmo esquema: sem carro. mas não utilizo o Metrô, apenas bicicleta e andar por aqui é um pouco complexo. embora você tenha achado que os motoristas daqui respeitam os ciclistar, eu não teria tanta confiança. já tive alguns problemas e algumas claras situações de "foda-se, é ele quem está de bicicleta e eu estou nesta caixa de metal com aproximadamente 1 tonelada."no mais, é isso. vamos aproximar os contatos pois aqui em SP tem alguns projetos interessantes como o Night Bikers.abraço!

    Reply
  5. Mattioli

    Dica mais relacionada a bicicleta do que ao transito. Pneu de mountain bike na cidade rende muito menos do que pneu urbano. Não precisa ser aqueles fininhos de road bike não mas se você pega um pneu hibrido vai ver a diferença.Abraço!

    Reply

Leave a Reply

  • (will not be published)

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>